Alternativa aos motoristas de Manaus há mais de uma década, GNV estará em mais dois postos

Em mais de 10 anos de operação no Amazonas, GNV é incentivado para ampliação do mercado

Abastecimento Gás Natural Veicular em posto credenciado

Mais econômico e limpo, o Gás Natural Veicular (GNV), é um importante vetor econômico para o segmento automotivo e já completa mais de dez anos de operação no Amazonas. Fruto da iniciativa do Governo do Estado em tornar o combustível disponível aos motoristas, a distribuição tem a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) como incentivadora da cadeia do produto no estado.


A história da utilização do GNV no Amazonas começou em 2008, onde ele era transportado em barcaças, duas vezes por mês, de Urucu até a capital, onde era fornecido em um posto de abastecimento. De 2010 até o momento, a Cigás tem investido em infraestrutura e incentivos para aumentar a disponibilidade do combustível a mais postos com fornecimento canalizado, visando atender todos os motoristas com o carro adaptado.


Alternativa econômica

Atuando como protagonista na cadeia produtiva, a Cigás realiza campanhas para promover o incentivo à conversão de veículos, tendo a mais recente, em 2019, oferecido R$ 4 mil para 250 motoristas que realizaram a adaptação do carro para rodar com o GNV. O combustível é um diferencial para qualquer perfil de consumo, principalmente aos profissionais do volante, como taxistas e motoristas de serviço de aplicativo. Com ele, é possível economizar à medida que se dirige mais, pelo menor preço e pela maior autonomia, pois roda-se mais com 1 m³ de GN do que com 1 litro de gasolina ou etanol.


Além disso, com o objetivo de tornar o GNV mais acessível a toda a população, a Cigás firmou contratos de fornecimento para atendimento de dois novos Postos, um localizado na Avenida Rodrigo Otávio, no Distrito Industrial, e o outro na Avenida Coronel Teixeira, na Ponta Negra. Com as novas opções, esses condutores terão um total de cinco postos para utilizar o combustível, em diferentes pontos da cidade.


Incentivo ao mercado

As ações desenvolvidas de fomento à cadeia fazem parte da atuação do Governo do Estado, por meio da Cigás, para movimentar o mercado local. Atualmente, segundo dados de setembro do Denatran, a frota de Manaus conta com 2.338 carros convertidos para o uso de GNV. Com mais veículos adaptados em circulação, o diretor técnico-comercial da Companhia, Clovis Correia Junior, acredita na alta do consumo e projeta um número crescente de pontos de abastecimento na cidade.


“A Cigás promove campanhas de incentivo com a estratégia de promover aumento da demanda pelo GNV e, assim, possibilitar que empresários acreditem no mercado e invistam na abertura de novos postos, criando um ciclo virtuoso e, consequentemente, o aquecimento desse mercado”, complementou.