Cigás recebe selo de adesão do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção

A iniciativa tem por finalidade o incentivo à implantação de práticas que aprimorem a integridade em organizações de todo o País



A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) passou a integrar o Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC). Inovadora, a iniciativa tem por finalidade o incentivo à implantação de práticas que aprimorem a integridade em organizações de todo o País.

Para garantir a aceitabilidade ao Programa, a Gerência de Governança, Riscos e Compliance da Companhia realizou avaliação baseada em cinco pilares: prevenção, detecção, investigação, monitoramento e correção. O objetivo foi analisar o nível de suscetibilidade institucional à fraude e à corrupção.

Por meio dela, foram analisados o conjunto de práticas, normativos, documentos e atividades operacionais da Companhia em seus diferentes níveis. O diagnóstico positivo a partir da avaliação credenciou a Cigás a receber o selo de participante no Programa Nacional de Prevenção à Corrupção.

Com a adesão do PNPC, a Companhia soma-se a outros órgãos da administração direta e indireta do Executivo estadual. De acordo com o diretor-presidente da Cigás, René Levy Aguiar, a conquista do selo é uma demonstração para a sociedade da preocupação da Companhia com a implementação de boas práticas de gestão voltadas à prevenção à fraude e à corrupção.

Outras ações estão sendo desenvolvidas para fortalecimento das melhores práticas corporativas. Entre as quais está em andamento a implementação de novo modelo de gestão e governançaque visa garantir a conformidade dos processos e aprimoramento de mecanismos de prevenção, detecção e remediação dos riscos, reforçando um ambiente de controle e possibilitando a implantação, em breve, do Programa de Compliance da Cigás.

Sobre o Programa - O PNPC é uma proposta adotada pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), com coordenação e execução das Redes de Controle nos Estados, patrocinada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria-Geral da União (CGU). Conta com o apoio da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios (Abracom), Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Assessoria de Comunicação da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás): Izabelly Costa (98427-3270) e Lisângela Costa (98114-8785).