top of page

Gás natural no AM é o mais competitivo nos segmentos industrial e comercial

Atualizado: 22 de fev.

Constatação foi feita por meio de simulador de competitividade tarifária lançado pela Firjan



O Amazonas possui a tarifa de gás natural mais baixa do País nos segmentos industrial e comercial e ocupa a segunda posição no segmento veicular. A constatação é baseada em levantamento feito por meio de simulador de tarifa lançado recentemente, pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

A calculadora, disponível no site da Firjan, simula o valor total da fatura do consumidor, a partir do preenchimento de dados de consumo e a indicação do segmento. Para isso, o simulador, elaborado pela Gerência de Petróleo, Gás e Naval da Federação, leva em consideração tanto a faixa de consumo quanto os valores das tabelas tarifárias praticadas nos estados.

O levantamento tomou como base dados das tabelas tarifárias de 19 distribuidoras de gás natural do País. O estudo indicou a alta competitividade do preço do gás natural distribuído pela Companhia de Gás do Amazonas (Cigás).

No caso do segmento industrial, a tarifa praticada pela Cigás é a mais baixa do país junto aos usuários de grande e médio portes. Atualmente, o gás natural é utilizado como insumo por 71 usuários deste ramo, dos mais diferentes segmentos: eletroeletrônico, duas rodas, papel e papelão, químico, bebidas, entre outros. Considerando a pluralidade de aplicabilidades, o combustível é usado, por exemplo, por empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) no aquecimento de fornos, caldeiras e como matéria-prima para produtos.

Em se tratando do segmento comercial, a tarifa praticada pela Companhia de Gás do Amazonas é a mais baixa. Hoje, a Cigás fornece gás natural para empreendimentos de diversos ramos de atividades, entre os quais os maiores shoppings da cidade, supermercados, restaurantes, lavanderias, academias e o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz.

O levantamento indica ainda a alta competitividade da tarifa do gás natural veicular (GNV) no Amazonas. O preço é o segundo menor do País. A rede de fornecimento atual de GNV, no Amazonas, conta com seis postos de combustíveis em funcionamento e dois outros prestes a serem inaugurados.

Segundo o diretor-presidente da Cigás, Heraldo Câmara, houve crescimento de 38% do número de unidades consumidoras contratadas de gás natural (GN) no estado, em 2023, em comparação com o ano anterior, comprovando o avanço e a alta qualidade do serviço de distribuição e comercialização de gás natural no estado. “O Amazonas vem reiteradamente ocupando posições de destaque quanto à competitividade da tarifa de gás natural, o que reflete a preocupação da Companhia de resguardar o princípio de modicidade tarifária, que é um direito dos cidadãos”, afirma o diretor.

Foto: Ícaro Guimarães / Cigás

Assessoria de Comunicação da Cigás: Izabelly Costa (98427-3270) e Lisângela Costa (98114-8785)/comunicacao@cigas-am.com.br


Comentarios


bottom of page